[ busca ] [ b / mod / d ] [ cri / mu / lit / comp ] [ tv / an / jo / occult / k ] [ porn / tr ] [ tudo / banlist / arquivo ] [ regras / faq / biblioteca ]

/occult/ - Ocultismo

Nome
E-mail
Assunto
Comentar
Arquivo
Inserir
Senha (Para excluir arquivos)

Frequentem as boards secundárias.
Chequem o catálogo antes de postar.
Visitem a Biblioteca do Real

File: 1580000843780.jpg (198,47 KB, 1202x576, figura 1 e 2.jpg) ImgOps Exif Google

 No.277

A Sabedoria Arcaica: o 7 e o 13. Uma chave para raça atual.

Muito se fala sobre a geometria sagrada e a árvore da vida. Pois bem, aqui trataremos sobre esses assuntos e tudo que for relacionado.

Comumente, as pessoas que estudam a árvore da vida, estudam através do sistema Lurianico. Tal sistema não poderia estar mais incorreto.

Não digo isso afirmando que Isaac Luria não era um mestre ou um iniciado do mais alto grau, e sim venho aqui revelar que os mestres deixam pistas, mas não revelam os mistérios.

Os mestres dirão 10 “verdades”, todas elas são meias verdades(pois contém informações adulteradas propositalmente) e uma delas ainda será uma mentira. O olhar do caminhante deve ser atento para que não tropece nas armadilhas postas por ‘eles’ para que o Lanu desenvolva méritos e se fortaleça na jornada.

A hermenêutica e exegese são chaves imprescindíveis para a leitura. Entretanto, a meditação e a busca pelas informações diretamente na fonte e questionar mesmo aquilo que acreditamos ser já uma verdade será nossa salvação até o fim dos dias. O discernimento é a qualidade daathica intrínseca do ser humano.

“De onde esse mestre de sabedoria tirou tal conhecimento? Como faço para conseguir puxar direto da fonte? “

Perguntas como essas levarão o caminhante à verdade. Além disso, tire as conclusões por si próprio e recrie as ciências antigas assim como eu fiz, pois elas são atemporais.

O que for descoberto, revelem o que podem e tenham certeza que os receptores não as utilizarão mau. A difamação e incredulidade dos sistemas reformulados não é mais uma preocupação para nós. A real profanação não passa da distorção do conhecimento arcaico.

Por que a geometria sagrada e a árvore da vida funcionam? Quais seus princípios?

Como muitos já sabem, o plano espiritual não é separado do plano material.

A observação e o emprego do caráter reflexivo do ser humano sobre os fenômenos da vida o leva a enxergar a verdade através de um prisma. Uma outra forma de entender isso seria através do mito de Platão, pois o primeiro contato que os seres humanos têm com a verdade é através das sombras. Dessa forma, é notório que o ser humano que for capaz de começar mapeando as sombras da luz verdade e seguir esse rastro deixado pela própria natureza, um dia levantará o véu para a suprema realidade.

A geometria sagrada e a árvore da vida não são nada além da manifestação “daquilo” de forma padronizada, organizada, lógica e coerente. O homem que aprender o verdadeiro padrão, tem a chave para todas as ciências e em algum momento decifrará diversos aspectos da vida, sejam psicológicos, materiais, astronômicos ou qualquer área que seja.

Os 7 Primordiais

O número que abre o leque da nossa realidade, pois através da concatenação de sete esferas/círculos, encontramos isso:

Figura 1.


Darei uma breve explicação de algumas coisas que considero importante para que o iniciante tenha um bom ponto de partida e possa levar a chamada adiante.

É daqui dele que se extrai a compreensão de haverem apenas 5 Dhyani Buddhas, 7 Dhyan Chohans, 6 Marajás/Maharajas, as 7 divindades da sorte, etc.

É aqui onde encontramos a Merkabah, a Árvore da vida. Os Lipikas, que são os senhores do Karma e tantas outras potências que são tratadas pelos teosofistas que me precederam.

49, o verdadeiro número de juízes do karma que eram referidos como 42 no antigo Egito.

13, o verdadeiro número de sephiras. Nos escritos antigos, como as escrituras cristãs falam de 12 apóstolos + Jesus Cristo. Arthur e seus 12 cavaleiros da távola redonda. Os 12 deuses do Olimpo.

São os 49 dias que a tradição buddhica se serve e lê o livro tibetano dos mortos pra o moribundo no seu processo de reencarnação enquanto passando por outros planos de realidade.

Falar além disso seria comprometedor. Por isso, meditação e reflexão.

A Verdadeira Arvore da Vida/Merkabah: as 13 sephiras

Figura 2.

Como muitos já conhecem, aqui não há muito a se tratar, deixo para que um futuro especialista se aventure a definir os caminhos de forma mais apropriada.

Dispor-me-ei a tratar das coisas mais simples e de forma mais objetiva.

São 5 mundos, diferente do que muitos cabalistas acreditam. Cada caminho que passa na direção horizontal são os chamados “véus, abismos, paredes, etc”.

São também esses os 5 orifícios centrais corpo do ser humanoo(1 oculto e fechado no corpo físico), cada um correspondendo aos 5 chakras atuais.

Esse quinto orifício costumava estar presente no corpo físico do homem, mas pelas suas transgressões ele foi fechado. OCPTL.

O sistema de 7 chakras corresponde a uma hierarquia de iniciação muito mais elevada e não cabe a nós, meros mortais tocar nela por enquanto. Primeiro nos acostumemos com esse sistema, depois o próximo passo será dado.

Não venho aqui para reformular todas as sephiras, pois aqueles que já leram A Cabala Mística de Fortune não deveria desconsiderar as informações contidas lá, pois são valiosas.

Contudo, irei apenas declarar que as duas sephiras acima de malkhut, que são o polo macho e o polo fêmea no mundo físico. Também possível visualizar como nossos corpos de atração e repulsão no plano yesodico.

Tarot

Daí também extraímos o verdadeiro tarot, pois o mesmo não passa de um mapa da árvore da vida. O tarot dotado de caráter simbólico, tem como objetivo definir as 13 sephiras de cada sephira central.

Para que isso fique claro, é como se estivéssemos “abrindo”, como num âmbito virtual. Uma sephira tem mais 13 dentro dela. Por exemplo, se “abríssemos” a sephira de Malkuth, teríamos lá Kether representado como cabeça do corpo físico e assim sucessivamente.

Por isso, o tarot usado pelos charlatões da atualidade está incorreto, contendo 78 cartas, quando na verdade deveriam ser apenas 65, já que se trata apenas das sephiras centrais. 169 caso fossemos abrir todas as sephiras, centrais e laterais.

As cartas são apenas símbolos para se referir a uma determinada sephirah. Por exemplo, Geburah pode muito bem ser desenhada como uma mulher guerreira, uma amazona que comanda seu exército no campo de batalha. Representada também pela cor vermelha.

Adivinhação usando essas cartas não passa de burrice na sua enésima potência.

O La’Hash/Väc e demais técnicas

O Lah’Hash/Väc é o verdadeiro idioma do universo, tal ciência não deve ser revelada aqui. Contudo, posso afirmar que ela se refere a sephira Daath e corresponde a Horus pra os egípicios, por isso ele aponta para a própria boca.

As 8 sephiras laterais correspondem aos 8 Siddhis(poderes latentes do ser humano).

O sistema de notas musicais foi extraído da ciência primordial também. Pitágoras foi uma alma elevada nos seus mais altos graus.

O Vril também se faz presente nesse sistema. 5 formas de se extrair energia, apenas 4 conhecidas e utilizadas pela humanidade atual.

Pois bem, por enquanto é o bastante disso. Paz.

 No.284

>joga um monte de informação desordenada
>não comprova veracidade ou fonte de suas afirmações, desmerecendo outras antigas e fundentadas
Você espera que alguém de credibilidade a isso dessa maneira, anão?



[Voltar][Vá para o topo] [Catalog] [Post a Reply]
Deletar Mensagem [ ]
[ busca ] [ b / mod / d ] [ cri / mu / lit / comp ] [ tv / an / jo / occult / k ] [ porn / tr ] [ tudo / banlist / arquivo ] [ regras / faq / biblioteca ]